Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Expectativa de um sonho

Foi, rua acima, coração sorridente, numa alegria sem explicação.
A brisa soprava-lhe ao ouvido o sonho que levava consigo, algo que dominava a razão.
No pensamento, a oscilação entre a expectativa e a dúvida se aquilo era paixão ou amor.

Perto do destino parou.
Não por dúvida, ou por incerteza. Apenas para recuperar o fôlego, disfarçar o medo.
Pelo caminho colhera flores, e com os seus aromas atenuara dores e tristezas.
No ponto de encontro esperava-a o sonho imaginado, e antes de entrar pôs a mão sobre o peito a acalmar a animação.
O que se seguiu, não foi capaz de explicar.
Desceu a rua a distribuir pétalas e sorrisos tristes.
Quem dela as recebeu nunca soube dizer
Se o sonho foi verdade ou, afinal, ilusão.

IMG_20200905_125345.jpg

 

Jogo das escondidas

IMG_20200904_220302.jpg

Hoje era dia de fazer como a lua, 

Esconder-me por entre as árvores, 

Espreitar por entre os ramos. 

Fazer-me de tímida ou de ausente, 

Aproveitar distracções para sair de vista, 

Fingir que não estou para os problemas, 

E evitar desabar em quem nada tem a haver com as situações. 

Mas não creio que haja árvore suficiente que me esconda, 

Nem tenho feitio para jogos de escondidas. 

Resta-me enfrentar a vida, 

Sonhar quando possível 

E lutar pela concretização dos sonhos. 

Que consiga pelo menos um. 

 

Corrente

DSC_0337.jpg

Perguntas-me o que quero e o que sinto.

Crê que sou sincera quando digo nada de especial.

 

Tranquilidade.

Um sorriso pela manhã.

Uma palavra doce.

Um abraço frequente.

Um sorriso pela tarde.

Uma conversa inteligente.

Partilha de experiências.

Respeito pelo silêncio.

Um sorriso pela noite.

Um carinho a toda a hora.

Uma mensagem a meio do dia.

A capacidade mútua da surpresa.

Paciência e tolerância.

Riso e cumplicidade.

Um pôr de sol partilhado.

Um nascer de sol também se aceita.

 

Como vês, é simples, é corrente.

Se isto tem nome, ou se é demais não sei.

A mim parecem pequenos nadas.

 

Pretendo com eles construir algo novo,

numa corrente límpida e fresca,

que alimente o sonho, 

e refresque o nosso ser.

Fantasia ao Luar

DSC_0921 (3).JPG

O final de tarde, deitada na toalha, à beira-mar;

O sono ligeiro ao som das gaivotas e do mar;

O sol e o sal na pele.

Tudo se parece ter combinado em mim para trazer a paz e a fantasia,

obrigatórias para um momento de sonho, acordada ao luar.

A lua, enorme, amarela, quente numa noite suave, finalmente sem vento,

traz o efeito onírico que tantas vezes vi descritos em alguns dos meus escritores favoritos.

A uma escala menos inspirada, claro.

Algo mais interno, mais intimista.

Mais... tu e eu.

Um sonho simples, tranquilo. Doce, mas não enjoativo.

Um devaneio, à janela, inspirado pelo luar.

À espera do sol da manhã,

que aqueça a esperança, ilumine o discernimento,

abale a fantasia, de modo a poder acordar a realidade

e encantá-la também com um sonho que não domino.

 

Ambições

Deitada, no escuro do quarto, mais uma vez procuro nas sombras da noite o descanso. 

O cérebro, matreiro, vai-me desviando a atenção para pequenos nadas do dia que, de repente e quase sem me dar conta, deram passagem a uma questão de fundo na minha vida: que ambições para o futuro? O que quero ainda? 

Cumprir uma promessa de despedida que ainda se encontra por saldar;

Continuar a trabalhar e a fazer as coisas de que gosto. 

Mas, a ambição maior é a mais comum de todas: amar e ser amada.

Existirá ambição mais popular? E tão difícil de atingir.

E, no entanto, cá está ela, em todas idades, mesmo quando parece que já não são tempos de sonhos.

Sorrio perante a noção de como minha metade realista, ao passar de  ilusão em desilusão, garante de forma pouco convicta, que aquela foi a última vez. 

E entrego-me à ambição máxima do momento, a de dormir em paz comigo. 

Pág. 2/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D