Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Carta Para Ti

O dia de hoje foi cansativo... 

Aliás, de ontem, que a madrugada já entra pelo quarto, dizendo que sobram poucas horas para dormir. 

Foram muitas horas de trabalho. Acabei o dia com o nariz vincado pela mascara, como seria de esperar. 

À medida que me aproximava de casa, sentia todo o cansaço pesar-me nos ombros, fruto do dia e de uma noite, mais uma, pouco dormida. 

Arrependi-me de ter ficado de ir sair à noite. 

Peguei num casaco, ignorei o jantar na cozinha, peguei na chave do carro e saí de novo. 

Na rua veio a pouca vontade de conduzir, chamei um carro. Valeu-me uma viagem tranquila, boa música de fundo, olhos virados para o Tejo que acompanhava a minha viagem marginal. 

Chegada ao meu destino deparo com a entrada do parque iluminada a velas. Aliás, a lâmpadas que imitam velas. Nenhuma vela resistiria ao vento frio que se fazia sentir. 

Já na minha cadeira, embrulhei-me na écharpe, e perdi-me na serenidade do parque iluminado daquela forma difusa, perdido num recanto da cidade. 

A música começou e o mundo real desapareceu. Tudo foi ficando perfeito. 

Quase tudo. As mãos frias pediam as tuas, não para aquecerem, mas para evitar que me desvanecesse num qualquer sonho daquela noite de Outono. 

Juro-te. Se estivesses ali, entregava-te o pouco que tenho: o meu corpo, o meu pensamento, o meu amor.

Sem regateios, nem condições. 

Guardaria no meu peito impaciente a serenidade do ambiente, e entregar-te-ia, confiante, o meu coração. 

IMG_20200924_204536.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D