Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre ser e estar

Entre ser e estar

Confusão

Não sei o que pensar, nem o que dizer.

Numa altura em que pensava que tudo estava arrumado, em que tinha limpo a minha casa interior, sobrevêm dúvidas e inquietações.

Estarei a imaginar coisas?

Emaranhei de novo os meus pensamentos, e a ponta do novelo ficou escondida dentro de si próprio.

Receio desmancha-lo, pois não sinto coragem para recomeçar a enovelar ideias e sentimentos.

Mas deixá-lo assim pode ser uma solução temporária aceitável, mas não definitiva.

Tenho medo que ao desmanchar o novelo, os sentimentos/pensamentos, me fujam de novo ao controle e tudo fique enredado em demasia. Outra vez.

Mas deixá-lo escondido nos cantos do meu pensamento, fazem-me tropeçar em cada esquina do caminho e atrasa-me o passo.

O passo para ir não sei bem para onde.

Talvez faça dele bola e o atire bem longe, para as garras de um qualquer persa que goste de brincar com bolas de pensamento.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D