Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Dezembro

Um típico sábado de dezembro, rico de preguiça, momentos de lazer e reflexão.

Oscilando entre o ano que termina e o que se aproxima.

Entre as decisões a tomar para que o que aí vem seja realmente a expressão do meu eu profundo, e o medo de estar a apontar na direcção errada. Mais uma vez.

Dezembro tem este efeito em mim: uma espécie de encerramento simbólico, amargo e doce. Expectante por vezes. Algo que os anos não pagam.

Guardo os últimos treze dias deste mes para um ritual. Em cada dia dedico-me a um mês, escrevo os sonhos, as despedidas, os reencontros, os sentires lembrados. Até ao 12o dia, mês a mês. No 13o passo da avaliação retrospectiva para a acção prospectiva, e inicio a preparação do novo ano. Sem promessas nem compromissos de ano novo, apenas com o coração à flor da pele, a inteligência embebida em emoção, preparo-me para o que aí vem. Sem pretensão a controlar o futuro.

Apenas a busca do equilibrio das energias para mais 365 dias.

Avancemos por dezembro, então.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D