Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Esperança

Entro naquela fase do ano em que o trabalho abranda.

Relatórios escritos e enviados, agora é deitar mão ao que estava em espera e me dá imenso gosto fazer.

A manhã, passada em casa, como quase todas desde o início desta maldita pandemia, foi aproveitada para afazeres domésticos. 

Terminados, voltei ao quarto para o arrumar. Num acesso de regresso à adolescência, deitei-me em cima da cama, a olhar o céu nublado.

Dentro de mim há, hoje, algo que não defino. Um misto de zanga, nostalgia, desorientação e, estranhamente, muita calma. Contraditório. Como é contraditório em mim não me apetecer sorrir. 

Penso nas férias que já não vão ser. A recordação da mensagem recebida - "lamentamos, mas afinal a casa já não está disponível. Iremos proceder à devolução do sinal" - quando já não há possibilidade de marcar para outro lado, também não ajuda.

Precisava de mudar de ares. Ver algo novo.

Fecho os olhos e recuso pensar. O vento entra pelo quarto, depositando suavemente o cortinado sobre mim. Deixo-me ficar até que o cortinado foge de novo, levando consigo parte da zanga, da indefinição e trazendo uma ameaça de um sorriso.

Logo se vê. Algo há de surgir que faça com que este verão valha a pena. Vamos esperar e ver. 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D