Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Noite

Por vezes, à noite, sinto crescer em mim o medo do escuro.

Como se a noite trouxesse  o cheiro a morte, a tristeza, ao fim.

Nem a luz, que acendo, me ilumina os pensamentos, e procuro fugir.

Mas não há fuga possível, qunado o que nos persegue são os nossos próprios pensamentos.

Não há fuga, quando o que pensamos não se escuda na alegria dos dias.

Não há fuga.

Por vezes, à  noite, procuro num canto da minha mente um pequeno rio de imaginação, que me salve do escuro.

Imagino rios, campos, bosques e cheiros de flores. Ou apenas o luar.

Por vezes, de dia, a noite acolhe-me os pensamentos.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub