Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Doçuras, travessuras, bons humores, irritações. Aqui todo o meu mundo fica guardado. Um pouco do que sou. Ou do que não sou.

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Doçuras, travessuras, bons humores, irritações. Aqui todo o meu mundo fica guardado. Um pouco do que sou. Ou do que não sou.

Passagem de nível

Bem sei que é um lugar comum, mas a vida é como um trilho de comboios. 

Não digo que seja a viagem no comboio, mas sim a ferrovia e os seus espaços contíguos. 

Sim, creio que é isso mesmo.

Aquilo que cada um tem, um tempo contado entre a estação inicial e o apeadeiro final, é todo um entrar e sair de carruagens, com mudanças de linha, com variados companheiros de viagem, cafezinho nas estações, cheiro a óleo, a gente, a vida.

Com itinerários feitos a pé. Com tempos de espera, apeados numa qualquer estação a ver passar comboios.

De vez em quando, um momento "passagem de nível". Sabem? como aquelas passagens antigas com o seu aviso "pare, escute e olhe"?

Paramos um pouco: escutamos o coração, os outros, o silêncio. Olhamos a obra. E decidimos o que seguir.

No entanto, às vezes, essas paragens fazem-nos questionar. Quer dizer, não sei se a vocês faz, mas a mim certamente que sim.

Paro e penso em todos aqueles que já partiram e questiono: "o que é que ainda aqui  estou a fazer?"

Não me leiam de forma errada, não é um grito de desistência. Tenho muito em mãos.

Tenho trabalho; amigos; família. 

Amo, desamo e, quando me lembro, volto a amar;

Já mudei tantas vezes o caminho, que um curriculum completo gastaria muito papel;

Rio, choro, sinto, de vez em quando anestesio-me...

Mas não posso deixar de pensar" porque é que continuo aqui? "

 

 

Na ausência de resposta, deixo passar o alarme de proximidade de comboio, e terminado o risco, atravesso para o outro lado da linha, onde tenho outra perspectiva da história.

Até que, sem resposta, regresso à linha do costume e ao trabalho quotidiano.

Pelo menos até à próxima passagem de nível. Até à próxima inquietação. 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub