Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre ser e estar

Entre ser e estar

Perdas

Tempos houve em que era minha vontade apagar dias do ano, que me recordavam perdas irreparáveis, pessoas que partiram. 

Hoje é um desses dias. Mas, ao contrário do que me era usual, não sei se fruto da maturidade, dei comigo a olhar este dia de frente. 

Hoje faz um ano que perdi um professor, mas acima de tudo um amigo.

E fiz, neste primeiro aniversário, também a análise da perda de outras pessoas que me acompanharam e já não estão. Como a irmã perdida há 13 anos. Estranho como pessoas que nunca se cruzaram, se cruzam tanto, agora, em mim!

Pensei nas promessas que me foram pedidas por ambos. Verbalizadas ou subentendidas na relação.

Umas vou cumprindo, outras estão em suspenso, outras não me parece ser capaz levar a cabo. Outras tenho orgulho em pensar que foram bem feitas. 

Hoje olho as minhas perdas, ainda com lágrimas de saudades nos olhos, mas também com vontade de continuar. De acreditar que ainda consigo ir mais alem. É a isso que me inspiram.

Não me preocupa se sentiriam orgulho em mim. Creio que me conheciam o suficiente para entender o que sou e por onde vou. E isso é-me precioso.

Não é por eles que sigo em frente. É com eles. Porque os levo dentro de mim. Porque ficou um pouco de mim com eles.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D