Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre ser e estar

Entre ser e estar

Recorda

Lembra-te de mim, quando eu partir,

E mares não navegáveis nos separarem.

Recorda-te do som do meu riso,

Da tonalidade da minha voz

Quando te atendo o telefone.

Não me guardes pelo que faço, mas pelo que sou.

Quem sabe se o tempo não é gentil e nos oferece outra oportunidade, 

Embora desconfie que o tempo passa,

Sem nos dar modo de voltar atrás.

Lembra os sitios por onde andamos, 

As histórias que partilhamos,

Os silêncios que não preenchemos.

Quando eu partir e não houver bússola

Que me devolva a ti,

Simplesmente recorda este meu olhar

Que só entrego a ti.

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D