Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Aqui ficam as doçuras, no outro as travessuras.

Seu Chico (ao Luis)

IMG-20180610-WA0000.jpg

E aí, Seu Chico?

Por 20 anos esperei por ti.

Que digo? Mais de 20 anos!

Nos últimos minutos de espera surgiu em mim (como na sala) um pequeno frémito ansioso pelas tua palavras, tua voz, tua presença poética.

Depois, durante duas horas tangiste as cordas do meu ser ao som do teu violão.

Relembrei as Genis deste mundo.

Homens e mulheres que amaram para lá das exigências quotidianas. Para lá do que pensei ser capaz.

Cantaste meus desamores, meus sonhos, minha esperança.

Tanto mar de emoções. Tanto amar.

Sorri, deixei fugir uma ou duas lágrimas, dancei.

Senti na tua poesia cantada a compreensão de quem sou.

Dediquei em segredo algumas das tuas canções. 

Perdoei-me minhas paixões.

Um mundo (en)cantado em duas horas, entre a fragilidade da tua presença e a força da tua voz.

Minha história, desde menina, no palco do coliseu.

Obrigado. 

E, quem sabe?, até breve.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D