Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Entre ser e estar

Entre ser e estar

Sonho

Gostava de ser poeta, e dedicar-te-ia um poema;

Ser capaz de esgrimir palavras,

cantar sentimentos, contar aventuras,

retirar-te dessa angústia e devolver-te ao tempo.

Também poderia cantar, ou compor,

exprimir emoções que sinto mas não entendo.

Ou ser pintora, algures num misto de impressão e expressão,

brincar a pastel, a óleo ou a aguarela, criar novas paisagens,

onde o tempo se esquecesse.

Nesses espaços reencontrar os amigos,

ganhar as horas em conversa, 

em brindes a vinho tinto,

e planear novos futuros breves.

Mas os talentos fogem-me entre os dedos,

e mais não consigo que juntar umas poucas palavras.

Resta-me apenas a capacidade singela 

de te oferecer o que aqui tenho:

o meu carinho, a minha atenção e a minha amizade.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D