Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Doçuras, travessuras, bons humores, irritações. Aqui todo o meu mundo fica guardado. Um pouco do que sou. Ou do que não sou.

Entre ser e estar

Medos, sonhos, sentimentos e sentidos alerta. Doçuras, travessuras, bons humores, irritações. Aqui todo o meu mundo fica guardado. Um pouco do que sou. Ou do que não sou.

Vamos ficar todos bem?

(Sinto que devo começar este post com um aviso à navegação: atenção que daqui para baixo vem amargura, irritação e pouca bonomia. Se não estão para isso, engatem já a marcha à ré.) 

Esta manhã não me apetecia sair da cama. 

Tinha trabalho marcado, compromissos assumidos, mas a ideia de passar (mais) um dia fechada no escritório da casa pareceu-me dolorosa. 

Estou de volta ao teletrabalho há uma semana e a falta do contacto humano directo começa a pesar. Até porque já falta há quase um ano. Dos meus amigos, desde Março do ano passado, estive com... duas pessoas. Uma delas, porque trabalhamos no mesmo local, vemo-nos duas vezes por semana e as palavras trocadas são muito breves, pois o trabalho e as condições não dão para mais. A outra vi-a em Agosto. De resto alguns contactos por telefone, outros nem isso, desde há uns meses. É que o contacto com recurso a tecnologia só encurta distâncias quando esporádico ou quando sabemos que é limitado no tempo.

E nem me venham com a conversa das redes sociais para ultrapassar distâncias - se já as achava cheias de tontice e boas apenas como ferramenta (limitada) de trabalho, agora vejo-a como um local de toxicidade elevada! É incrível o que por ali anda! Pelo que voltou a ser deixada de lado.

Mas porquê hoje a menor vontade de sair da cama, se já andamos nisto há quase um ano?

Porque hoje sonhei com um amigo que já cá não anda (o que terias sofrido com estes tempos!!), um sonho tão intenso que acordei de madrugada a falar "obrigada pela tua visita. Tinha muitas saudades tuas. Mas agora preciso de dormir, que daqui a uma hora tenho que me levantar".

De manhã, num intervalo do trabalho recostei-me na cadeira a pensar o que mais me marcou naquele sonho. E percebi claramente. Aquele amigo era dotado de uma paixão fora do comum. Quando se entusiasmava com algo era incrível de se ver, a energia aplicada, o humor, a força. Enfim, a Paixão. Com P grande. 

Tínhamos o mesmo tipo de ritmos: éramos capazes de estar à uma da manhã a trocar mensagens, emails ou mesmo telefonemas a discutir ideias. 

É isso que sinto que esta maldita pandemia me roubou. A minha capacidade de Paixão. 

Ainda houve uma altura, no ano passado, aí entre Maio e Setembro, que a recuperei. Em que acreditei que iria conseguir pôr os meus projectos em marcha. Retomar algumas das actividades que ficaram a meio.

Agora, parece-me que tudo ficará como está. O tempo passa, e as dificuldades que vamos atravessar, enquanto comunidade, levarão tempo a sarar. Pelo que os projectos irão ficar mais um tempo na gaveta. Se de lá saírem alguma vez.

Isso de ser só um ano, que depois tudo volta ao normal, que vamos ficar todos bem... Poupem-me! Um ano nunca é "só um ano", é tempo precioso - tenha-se a idade que se tiver.

E quanto ao vamos ficar todos bem... Talvez seja melhor ficar por aqui, mesmo.

 

WhatsApp Image 2021-01-21 at 15.25.34.jpeg

(foto enviada por TQ publicada com autorização da autora. Sempre me sinto menos sozinha na irritação)

 

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub